Sobre Tapetes

Abadeh: Variações na sombra de uma única cor dentro do tapete, normalmente aparecendo numa linha horizontal. O abrash pode ser causado quando o tecelão usa lã para a qual os tintos foram desigualmente aplicados, ou o uso de lã proveniente de lotes diferentes. Dentro do mesmo lote de tintura, o abrash pode ser causado por diferenças na água ao enxaguar a lã tingida ou então por diferenças na própria lã.

Alcorão: Este é o nome do livro sagrado da religião Islâmica.

Abrash: Variações na sombra de uma única cor dentro do tapete, normalmente aparecendo numa linha horizontal. O abrash pode ser causado quando o tecelão usa lã para a qual os tintos foram desigualmente aplicados, ou o uso de lã proveniente de lotes diferentes. Dentro do mesmo lote de tintura, o abrash pode ser causado por diferenças na água ao enxaguar a lã tingida ou então por diferenças na própria lã.

Adler: Desenho estilizado, semelhante a uma Águia. Muito comum em tapetes Turcos, Karagagh e Kazak.

Adraskan: Cidade do Afeganistão onde tribos originárias de Beloutsch produzem tapetes, que se caracterizam por usarem cores escuras. 
Afeganistão: Este país localiza-se a Sul da Ásia e a sua capital é a cidade de Kabul. Este é dos países onde a produção de carpetes tem uma grande tradição, no entanto os problemas políticos das duas últimas décadas, essa produção quase desapareceu.
A pouca produção existente nos nossos dias é comercializada através de países vizinhos, caso do Paquistão.
Afschar: As carpetes com este nome são produzidas por um grupo étnico do Irão com o mesmo nome. 
Agra: Cidade Indiana do estado de Uthar Pradesh. Esta cidade é famosa, pois é onde se localiza uma das 7 maravilhas do mundo «Taj Mahal». Além disso as carpetes produzidas nesta área são bastante famosas. A produção de carpetes Agra remonta ao século XVI.
Akbar: Terceiro Imperador Moghul da Índia no período entre 1556 e 1605. Foi no reinado deste Imperador que foi introduzida a produção de tapeçarias na Índia. 
Algodão: Fibra de origem natural e que é a mais usada na estrutura (Teia e Trama) dos Tapetes. 
Anilina: A primeira substância química usada para tingir fibras e que substitui os corantes naturais. Este tipo de corante nunca conseguiu substituir os tintos naturais, pois com o passar dos anos perdiam toda a sua beleza, principalmente com a exposição solar e o contacto com água. Devido a esse problema o Irão proibiu o seu uso nos princípios do Séc. XX.
Hoje existem outros tipos de Corantes Sintéticos muito mais evoluídos e produzidos com consciência ambiental. 
Antigo: Tapetes com mais de 60 anos desde a sua criação. 
Antique: Este termo refere-se ao aspecto antigo que um tapete adquire após ser lavado com uma substância química. Este processo é geralmente usado em tapetes chineses que foram tecidos no desígnio de Peking. 
Arabesco: Elemento de decoração que consiste nos desenhos de entrelaçados de vinhas, folhas, e flores. 
Ardebil: Cidade sagrada a norte do Irão. Apesar de durante longos anos a produção deste tipo de tapetes ter parado, durante o século XX a produção foi reiniciada. 
Arménia: Localiza-se na região Sudoeste da Ásia próximo das montanhas do Cáucaso.
Esta ex-república Soviética tornou-se independente em 1991 e a sua capital é a cidade de Erevan.
Art Deco: Estilo decorativo que se tornou popular num período entre 1925 e 1940. 
Art Noveau: Este estilo decorativo e de arquitectura apareceu entre os finais do Séc. IXX e princípios do Séc. XX e caracteriza-se essencialmente pelo uso de motivos florais. 
Árvore da Vida: Um dos motivos muito característicos em tapetes Persas. O desenho consiste num tronco de uma árvore, sendo que os ramos e folhas de estendem por toda a carpete. Este tipo de desenho tem normalmente uma só direcção, sendo usado muitas vezes como tapeçaria de parede. 
Aubusson: Tapetes tecidos em França que usam o kelim. O termo também é usado para se referir aos desenhos característicos com base em medalhões florais. 
Azerbaijão:  Localiza-se no Sudoeste Asiático e a sua capital é a cidade de Baku.
Esta é uma das novas repúblicas do Cáucaso, que se tornou independente em 1991, onde se produzem tapetes tão importantes como: Schirwan, Baku, Schikli, etc. 
  Voltar